sexta-feira, 18 de abril de 2014

Caldeirão de Mãe


Só quem é mãe sabe o quanto tudo muda depois da chegada dos pequenos.
Num primeiro momento o caldeirão colorido que tinha uma variedade incrível de maquiagem, roupa de balada, de academia, produtos estéticos e revistas de moda ganha uma nuance mais pastel.
Agora repleto de fraldas, livros sobre puericultura, encantadores bodies, meias e luvas nunca antes percebidas (talvez por seu minúsculo tamanho), pomada pra assadura, sabonete infantil, cronômetro (para não perder o horário de nada), visitas ao pediatra, neurose com ganho de peso do rebento, culpa, culpa e uma pitadinha extra de culpa.
Com o passar dos dias as coisas vão se acalmando e adicionamos o pai a essa mistura. Afinal uma colherada de hormônio masculino sempre garante um sabor agradável aos pratos. Aos pouquinhos a “bruxa-mãe” percebe que um batom, uma roupa mais ajustada ao corpo e um chá com as amigas não são pecados mortais. Para compor esta deliciosa alquimia de sabores e sensações, convido vocês a compartilharem comigo das agruras, delícias e inquietações de estar no comando deste caldeirão. Peguem suas cumbucas!

3 comentários:

Cris disse...

Nossa Paula, você tem razão nesses "pecados mortais", tenho uma menina de 1 ano e 11 meses e ainda não consegui voltar os olhos um pouquinho para mim, tudo esta girando em torno dela, por ela e para ela. Não que isso me incomode, mas quando olho meu guarda-roupa observo o qual velho ele esta (risos). Esses pimpolhos, trazem muita alegria e vida ao ambiente, nossa pequena é um presente de Deus para nós. Obrigada por compartilhar suas experiências e estarei aqui lendo (quando der) mas sempre escreva, pois isso pode ser fonte de reflexão para nós.
Abraços
Cristiane

Fabiola Menezes disse...

Amei sim borá...Rsrsrs

Paula Bertoli disse...

Obrigada meninas, a participação de vocês aqui é sempre enriquecedora!