sexta-feira, 23 de maio de 2014

“Você não é uma boa mãe”

Cenário: Artur lavando o rosto no meu banheiro depois de ter se lambuzado de macarronada no almoço. Mas, em vez de estar inclinado sobre a pia, mantinha o corpo ereto e estava se molhando todo.

Eu: – Artur coloca o corpo pra frente!

Ele imóvel.

Eu: – Artur incline o corpo para frente, você está molhando toda a roupa e todo o banheiro!

Ele imóvel.

Eu: – Artur eu vou contar até 3 para você inclinar este corpo pra frente, caso contrário vou buscar um chinelo.

Ele: – Você não é uma boa mãe!

Eu comecei a rir, porque aquilo foi muito engraçado.

Ele (chorando): – Você não é uma boa mãe. Não me ajuda. Fica aí toda folgada, só dizendo o que eu devo fazer.

Eu intensifiquei o riso.

Ele: – Além de tudo, fica rindo da minha cara, isso não é uma coisa que as mães devem fazer.

Eu precisei sair do banheiro, pois não estava conseguindo parar de rir. Ele parecia estar realmente irritado e ofendido comigo.


#imaginanaadolescencia

Nenhum comentário: