terça-feira, 17 de junho de 2014

Como os bebês crescidos são encantadores!


Ou eu já esqueci, ou eu estava muito estressada e preocupada (voto nesta opção) para perceber, mas o fato é que os bebês a partir de 1 ano de idade são seres fascinantes. O Francisco está prestes a completar 1 ano e 2 meses e meu encantamento com ele não tem fim.
É uma miniatura de criança independente, se locomove sozinho com extrema facilidade. Escala, sobe, desce, rasteja, empurra, tira do lugar, coloca no lugar, busca os objetos na casa para quem pede... Fala algumas palavras. Brinca, a maior parte do tempo, sozinho. Abraça, faz gracinhas, imita bichos (meu favorito é o tubarão) e pessoas (nessa categoria a careta do papai é imbatível). Pede água e comida, aliás, acho que eu oferecia pouca água antes dele aprender a falar esta palavra e eu perceber que realmente significava sede. Pega seus tênis quando percebe movimentação para uma saída familiar e adora sua escovinha de dentes. É muita fofurice! Como eu posso ter passado batido por tudo isso da primeira vez?



2 comentários:

Ana Cristina Cury disse...

Por mais que tentemos curtir todas as etapas de nossos filhotes, fica sempre algum lamento por algo que deixamos passar! Eu tenho tantas perdas a computar...

Paula Bertoli disse...

É mesmo Ana Cris, cada momento da vida, uma percepção diferente!